Sensibilização para a adoção de animais

Na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, no âmbito das temáticas “Bem-estar animal e media”, os alunos do 9.º E, com a orientação da Professora Paula Pereira, desenvolveram uma campanha de sensibilização para a adoção de animais da qual resultou este vídeo. Estão de parabéns os alunos por esta iniciativa.

Projeto Educativo do Agrupamento de Escolas de Resende

No âmbito da elaboração do novo Projeto Educativo do Agrupamento de Escolas de Resende convidam-se todos os elementos da Comunidade Escolar a participar na sua construção de forma a criar “um projeto educativo comum e plural que evidencie o garante do direito de cada aluno a uma educação inclusiva e que proporcione a todos a participação e o sentido de pertença em efetivas condições de equidade, promovendo maiores níveis de coesão social”. Poderão fazê-lo, enviando sugestões, através do email institucional do Agrupamento esresende@aeresende.pt., até ao dia 9 de julho de 2021.


O Diretor do Agrupamento de Escolas de Resende

António Marques

Critérios de Avaliação Interna do Desempenho Docente do Diretor

A avaliação do desempenho dos Diretores de Agrupamentos de Escolas, regulamentada pela Portaria n.º 266/2012, de 30 de agosto, centra-se no exercício efetivo da função e resulta da articulação entre uma avaliação interna e uma avaliação externa. O Conselho Geral do Agrupamento participa na avaliação interna competindo-lhe definir os critérios de avaliação em que esta se baseia. Assim, nos termos e para os efeitos do n.º 2, do artigo 5.º da Portaria n.º 266/2012, de 30 de agosto, e em virtude deste Conselho Geral apenas ter tomado plenos direitos de funções a 05 de maio de 2021, publicitam-se os Critérios de Avaliação Interna do Desempenho Docente – Avaliação do Diretor, definidos pelo Conselho Geral deste Agrupamento e aprovados em reunião do passado dia 15 de junho.


A Presidente do Conselho Geral,

Paula Pereira

Orçamento Participativo das Escolas

Uma vez mais, o Orçamento Participativo das Escolas está de volta. Os estudantes da Escola Secundária de Resende vão poder decidir qual a melhor proposta para melhorar a nossa escola.

 

As propostas a concurso são:

 

A – Egartes.

Proposta: Ilustração/Painel na fachada de uma parede da Secundária com o logótipo do AER e uma frase motivadora para a comunidade escolar.

 

B – Aqui vamos sentar.

Proposta: Aquisição de bancos / mesas para o espaço exterior existente em frente à papelaria.

 

C – Sofásbem.

Proposta: Colocação de sofás no polivalente.

 

D – Bikescola.

Proposta: Colocação de um suporte de estacionamento de bicicletas no átrio principal da Secundária.

 

A participação dos alunos é extremamente importante para que possamos eleger a melhor!

Atendendo à situação pandémica que ainda vivemos, a votação decorrerá através de voto eletrónico, no link que será aqui disponibilizado, no dia 16 de junho (quarta-feira), entre as 13.30 e às 16.40 Horas.

 

Participa!!!

Cursos Profissionais: Provas de recuperação dos módulos em atraso

Informam-se os alunos dos Cursos Profissionais que poderão efetuar as inscrições para a realização das provas de recuperação dos módulos em atraso, até ao dia 11 de junho de 2021, nos Serviços Administrativos da Escola Secundária de Resende ou através do preenchimento on-line do documento/minuta, enviando para o seguinte endereço eletrónico: esresende@aeresende.pt

As matrizes e a calendarização das provas serão divulgadas oportunamente.

Trilhos de Fé com História

Foi com peso e medida que os alunos do 2D, do Curso Profissional de Turismo Ambiental e Rural, e 2E (Ensino Especial e EMRC) realizaram no dia 28 de maio a visita de estudo à cidade do Peso Régua, com o tema: “Trilhos de Fé com História”, no âmbito da disciplina de EMRC e História da Cultura e das Artes.

O ambiente que reinava entre alunos e professores era de curiosidade e ansiedade, para visitar dois lugares emblemáticos do nosso Douro, a Quinta da Pacheca e o Museu do Douro.

Na Quinta da Pacheca fomos recebidos com pompa e circunstância por dois simpáticos guias que nos explicaram os serviços oferecidos por este espaço de enoturismo: restauração, hotelaria, salas de congresso, wine barril, produção de vinhos, SPA, espaços verdes, capela e um atelier de arte orientado pelo artista plástico Óscar Rodrigues. A paz, serenidade e o bom gosto, numa mistura simbiótica com a azáfama dos preparativos para a celebração de um casamento e do acolhimento aos turistas, transportaram-nos para momentos paradisíacos e de sonho. Como é belo o nosso Douro e quantas potencialidades, aqui bem perto de nós, são-nos oferecidas enquanto jovens na idealização dos nossos projetos de trabalho. No final da visita fomos todos prendados com um delicioso sumo de laranja para alunos e um refrescante Porto Branco para os professores.

Retomamos o caminho em direção à Régua atravessando a ponte pedonal, estação da Régua e descemos até ao rio para junto de uma sombra almoçarmos.

A tarde foi preenchida na visita ao Museu do Douro onde sentimos a dureza do trabalho da vinha, a Fé das gentes do Douro expressa em tantas capelas e ermidas que povoam as margens Douro e a quantidade de serviços, projetos, dinâmicas, tecnologia, preocupação ambiental e desenvolvimento rural que o vinho e o Douro têm proporcionado.

Obrigado às duas entidades que nos receberam e estamos certos que saímos todos mais enriquecidos e seguros de que, no Douro, podemos encontrar espaço para desenvolvermos e aplicarmos as competências que este curso profissional nos oferece.

2D, Curso Profissional de Turismo Ambiental e Rural

A horta da turma M3 do CESMM

Hoje a aula foi diferente e divertida. Não ficamos na sala com a professora… Na aula de estudo do meio, sobre plantas, fomos para o recreio construir uma horta. Os meninos trouxeram plantas, tais como cebolo, tomateiros, alfaces, salsa, morangueiros, couves, alho francês e sementes (nabo, girassol e brócolos). Plantámos e semeámos tudo numa palete cheia de terra. No fim regámos tudo. A professora explicou as partes das plantas: a raiz, o caule, as folhas, as flores e os frutos e as funções de cada parte. Agora vamos tratar da nossa horta para ver os legumes e frutos crescerem.

José Tadeu (com o apoio da Prof. Cristina Rebelo)

Provas e Exames

Divulga-se junto dos alunos que realizam, neste ano letivo, exames finais nacionais, provas de equivalência à frequência e provas a nível de escola, e respetivos encarregados de educação, um resumo da Norma 02/JNE/2021, relativo a instruções de realização, classificação, reapreciação e reclamação, com os aspetos mais relevantes.

Visita à quinta do Outeiro, em Anreade

A turma do 2D, Técnico de Turismo Ambiental e Rural, visitou a quinta do Outeiro, em Anreade, no passado dia 18 de maio. A realização desta visita pedagógica permitiu conhecer a oferta turística de quintas de charme no concelho de Resende, com a valência do enoturismo.

Das “lagartas” às “borboletas” para terminarem os maus tratos

Durante o mês de abril, a turma M3 do 2.º e 3.º anos do CESMM foi sensibilizada para a Prevenção dos Maus Tratos nas Crianças e Jovens. Foi a partir da história real de Bonnie Finney, na Virgínia (1989 – EUA), avó de dois netos, vítimas de maus tratos, que colocou um laço azul na antena do seu carro e ao percorrer as ruas alertou as pessoas para a causa da morte do seu neto por maus tratos e da sua neta que continuava a sofrer violência infantil. A partir daqui os laços dos alunos saíram da sala de aula e foram até à comunidade onde vivem e estão nas janelas, nas portas e nos portões das suas casas para chamar a atenção da causa. Na sala de aula, os alunos construíram, com a ajuda das suas professoras, um Laço da turma que foi colocado na Avenida do Senhor do Calvário onde se destacava a seguinte frase:

Que as nódoas negras deixem de ser as lagartas e se transformem em lindas borboletas”.

Os “jornalistas” do 2.º ano da Turma M3

Técnicos de Turismo pela Rota do Românico

No passado dia 14 de maio, os alunos da turma do 2D, Técnico de Turismo Ambiental e Rural, realizaram um percurso pedestre pela Rota do Românico, que incluiu duas visitas pedagógicas ao Mosteiro de Santa Maria de Cárquere e à Casa da Torre (Anreade). A atividade permitiu conhecer o património histórico e os recursos naturais do concelho de Resende.