11.º ano à descoberta de Camilo Castelo Branco (com vídeo…)

No passado dia 6 de março, as turmas do 11.º ano dos Cursos Científico-Humanísticos, de Línguas e Humanidades e…
Partilhar
Facebook
LinkedIn
WhatsApp

No passado dia 6 de março, as turmas do 11.º ano dos Cursos Científico-Humanísticos, de Línguas e Humanidades e Ciências e Tecnologias, embarcaram numa viagem de descoberta de um dos mais célebres escritores portugueses.
De manhã, dirigimo-nos a São Miguel de Seide, Vila Nova de Famalicão, para visitar a Casa-Museu de Camilo Castelo Branco, que é um testemunho da forma como o escritor viveu, criou e morreu. Aí, fomos calorosamente recebidos, tendo a oportunidade de vivenciar um pouco do ambiente da época e de nos aproximarmos da história de vida do escritor que foi o primeiro a viver da escrita, tornando-se, assim, profissional.
Após recuperar energias na nossa paragem para almoço no Maia Shopping, seguimos viagem para o Porto rumo à antiga Cadeia da Relação (atual sede do Centro Português de Fotografia), onde o escritor passou um ano preso, acusado de crime de adultério, e onde escreveu, em apenas quinze dias, a sua mais célebre obra Amor de Perdição, um dos clássicos da literatura portuguesa.
Aproveitando toda esta atmosfera romântica do século XIX, visitámos, ainda, o Museu Romântico, instalado na Quinta da Macieirinha. Este edifício tem o objetivo de retratar o ambiente burguês da época romântica, período marcado pela cultura e pelo conhecimento.
Chegámos a Resende por volta das 19h00, cansados da longa viagem, porém, realizados com a oportunidade de aprofundar o nosso conhecimento relativamente a um dos grandes nomes do romantismo português.
Foi, sem dúvida, uma visita gratificante e enriquecedora!

Beatriz Rodrigues, 11.º B, e Inês Pinto, 11.º A

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Agrupamento